Antigamente jogar vídeo game era diversão somente para meninos – raros os casos, que por influência dos primos ou dos irmãos, você via uma menina que se viciou em Mário, rs’ – com o decorrer do tempo, avanço da tecnologia e com a diversidade de jogos, esse cenário mudou. Atualmente, esse hobby – assim como praticamente tudo no mundo está sendo invadido pelas mulheres; com a “vida de gamer" não é diferente. Hoje é bem comum encontrar uma garota que conheça o dicionário gamer ou que tenha um gênero favorito – RPG, Adventure, Survive ou até mesmo FPS. As mulheres estão mudando a visão e invadindo um universo que antes era dominado em sua grande maioria por homens.
Quem disse que vídeo game é coisa só de menino?

De acordo com uma pesquisa realizada pela Games Brasil 2016, as mulheres já são 52,6% de todo a turma que joga no país, mas menos de 7% se considera Gamer de fato (apesar de muitos duvidarem ter essa quantidade de mulheres jogando, porém muitos não sabem que muitas mulheres se "escondem" com nick names masculinos, justamente para não sofrerem com assédio/ discriminação). Mas ser uma mulher gamer tem que ser guerreira tanto quanto Lara Croft, pois as batalhas contra os diferentes tipos de assédio e discriminação, é mais difícil que enfrentar ladrões de tesouros raros. Jogar online onde é necessário montar um time - que muitas vezes não possui somente mulheres - há uma necessidade de completar o time com homens, o que muitas vezes acaba se tornando uma situação bem desconfortável, porque além das provocações normais que acontecem normalmente entre os jogadores do time adversário como ser chamada de noobie, noob ou apelão, por sermos mulheres acabamos escutando coisas muito mais ofensivas; se erramos um tiro "Vai lavar louça, você errou o tiro porque só acerta copo", "Num tem um tanque cheio de roupa para você lavar???", fora outros tipos de ofensas que chegam há xingamentos e palavras de baixo calão.

Segundo uma outra pesquisa, agora feita pela Universidade Estadual de Ohio, nos Estados Unidos, concluiu-se que 100% das mulheres já sofreram assédio em jogos online, sendo ameaçadas (morte, estupro), vítimas de insultos de sexistas, pedidos de favores sexuais, difamações, falta de educação, humilhação, agressão física (infelizmente acontece em alguns campeonatos), entre outros.
Infelizmente a intolerância, principalmente em partidas online são muito mais presentes e recorrentes,  e se der algo de errado na partida, e o time tiver algum garota, a culpa cairá sobre ela de alguma forma.
Em setembro de 2014, mais de 2mil pessoas assinaram uma carta aberta online pedindo o fim da discriminação de gênero na indústria de vídeo games, sendo assinado por profissionais independentes e de grandes empresas tais como Eletronic Arts e Ubisof, o documento foi uma resposta às ameaças de morte à crítica feminista Anita Sarkeesian vinha recebendo após ter lançado uma série de vídeos sobre o papel de mulheres em games, a carta tem como pedido de jogadores e de envolvidos na indústria de videogames, denunciem os "discursos de ódio e assédio", mas não surtiu muito efeito pelo visto, o que é um fato bem lamentável, pois a tecnologia evolui, e o cérebro de alguns seres humanos regrediram.
Queremos igualdade, queremos jogar juntamente com os homens sem ser discriminadas ou assediadas por isso, mesmo porque hobbys ou atividades não tem sexo, não são exclusivas para determinados gêneros, mulheres não são melhores ou piores que os homens, mas independente de qualquer coisa, se faz bem, porque não fazer?, afinal de contas: "Lugar de mulher é onde ela quiser, até mesmo com o controle de vídeo game nas mãos!" Womens Gamers? Yes, We can, why not? Don't worry girl, be happy! 

Até logo,
Ass.: Laura Myrella - Limão.



Olá, pessoal!
Tem novidade rolando aqui no blog, e tenho certeza que vocês já perceberam. Em julho deste ano o blog vai completar 2 aninhos de existência, ele ainda é só um bebê nessa imensidão que é a blogosfera, mas vamos continuar cuidando pra que ele cresça sempre "forte e saudável". E pra começar a comemorar essa conquista nos estamos com a nossa primeira capa 100% Uma Geek Descolada. \o/ Urruuuhhh. E então o que acharam da nova carinha do blog?

Agora vamos ao que interessa, falar de livros! Eu já estava dando um troço de tanta vontade de ler, estava sem tempo nos dias que se passaram. Mas essa semana acabou surgindo uma ótima oportunidade, aquele dia de fila (que cá entre nós todo mundo odeia), e aproveitei pra unir o útil  ao agradável, resolver meus problemas com a rede de energia e matar a vontade de ler.



Se você é apaixonado(a) por filmes tipo Star Wars, Senhor dos Aneis ou Star Trek, seriados estilo The Big Bang Theory, Game of Thrones e The Tudors, ou se é amante de quadrinhos de super-heróis ou simplesmente é aficionado em games; sim, você tem um nerd/ geek dentro de você. Bom, então vamos comemorar, porque hoje é nosso dia!!! \o/